Intercâmbio - Quanto dinheiro levar?

Compartilho pelo Guia Mundo como procedi para os gastos durante o meu intercâmbio em Liverpool e espero poder ajuda-los a configurar a melhor opção para a sua necessidade.

Lembrando que aqui escrevo somente sobre o dinheiro necessário para os gastos durante o curso. Passagem aérea, hospedagem e o curso paguei diretamente na agência de viagens aqui no Brasil.

Antes de mais nada você precisa decidir como irá levar/usar este dinheiro. As opções mais comuns que temos são:
  • Dinheiro em espécie
  • Cartão de crédito
  • Cartão pré-pago
  • Traveller Cheque
  • Transferência internacional

E dependendo da escolha, temos as seguintes diferenças a considerar:
  • IOF
  • Taxas bancárias
  • Variação do câmbio
  • Segurança
  • Facilidade
Não necessariamente uma forma de pagamento é melhor que a outra, e provavelmente você irá utilizar mais de uma. Também é recomendável ter uma outra opção para casos de emergência.

Abaixo detalho melhor as opções a serem utilizadas:

Dinheiro em espécie

Na instabilidade que o país vive, o câmbio acaba sendo muito volátil. Com este receio, levei o mínimo que achei que iria gastar em dinheiro.

Levar dinheiro em espécie mostrou-se uma boa, pois quando comprei as libras elas estavam cotadas a R$4,26 (com IOF) em fev/2017. Sendo que em jun/2017 já estavam R$4,50 (com IOF).

Na minha conta 1000 libras por pessoa para 3 meses cobririam este mínimo. No final este valor foi suficiente para os gastos do dia a dia (irei detalhar estes gastos em outro post). Porém precisei de mais dinheiro por conta dos passeios e presentes que trouxe. E realmente por mais que você se planeje para não gastar mais, é tentador aproveitar para conhecer lugares como Escócia, Irlanda e o interior da Inglaterra.

A minha conclusão é que poderia ter levado pelo mais umas 500 libras totalizando assim 1500 libras por pessoa, mas também estava com receio de carregar tanto dinheiro em espécie. Deixo a dica para você utilizar mais de uma carteira e porta dinheiro também. E de jeito nenhum carregue nas malas, pois há chance de extraviarem sua bagagem.

Onde comprar?

Em São Paulo há diversas casas de câmbio, sendo as mais famosas a Confidence e a Cotação. Eu prefiro normalmente comprar na SP Mundi por conta das melhores taxas. Já compro há anos lá e nunca tive problemas. Porém verifique exatamente a moeda que você irá comprar, vi que na SP Mundi compensava comprar EUROS, porém no caso das LIBRAS o Citibank tinha uma taxa mais competitiva. No site do Citibank havia um cupom de desconto, onde mesmo não correntistas podiam comprar com desconto. Compensa dar uma verificada.

Normalmente em compras feitas via internet, você poderá fazer uma transferência bancária para pagar o valor devido. Mas no caso de comparecer diretamente na casa de câmbio, você terá que levar o dinheiro (REAIS) em espécie.

Neste caso vale lembrar também, tome muito cuidado quanto a assalto tanto no saque dos reais como após a troca na casa de câmbio. Planeje o seu trajeto antecipadamente, tente complicar o seu trajeto por exemplo entrando por uma porta e saindo por outra em um shopping e verifique se não está sendo seguido/observado.

Devo comprar Dolar e EURO?

Se você planeja viajar para a europa, compre EURO´s sim. Quanto ao Dolar normalmente ele não é bem aceito, neste caso você terá que fazer a conversão em casas de câmbios. Leve DOLAR somente se você tiver resquício de outra viagem.

Cartão de crédito, é uma boa?

Infelizmente as LIBRAS não foram suficientes então no final tive que usar o cartão de crédito. Deixei desbloqueado para comprar no exterior (ligue na sua operadora de cartão) e leve seus cartões para caso de emergência. Consulte anteriormente as taxas praticadas pela operadora do cartão, caso não consiga descobrir isso aconselho a usar o cartão em compras pequenas logo no início do intercâmbio para verificar na fatura o valor. Usar logo no começo também é uma boa para validar se o seu cartão foi corretamente liberado para compras no exterior.

Dos cartões que levei o que tinha a melhor taxa de conversão era o Itaucard Extra Mastercard Gold, onde a taxa de conversão era muito próxima ao DOLAR Comercial. Ele era no geral 15 centavos mais em conta que o Nubank por exemplo, que praticava uma cotação mais similar ao DOLAR Turismo.

Mais porque você citou o DOLAR?

Qualquer compra que você faça no exterior, as operadoras de cartão de crédito converterão da moeda original para o DOLAR e assim você pagará a cotação do DOLAR do pagamento da fatura do cartão. Logo por exemplo uma compra de 10 Libras será lançada na fatura como 12 Dólares.

Se no dia de pagamento da fatura o Dolar estive cotado a R$3,50, você pagará 3,50 vezes 12 dolares, logo R$42. Mas não se preocupe, você não precisa ficar calculando o valor do DOLAR, no dia do fechamento da fatura do cartão a operadora emitirá um boleto convertendo o DOLAR para reais com base neste dia.

Porém entre a data de fechamento e data que você paga o boleto, pode haver variação cambial, sendo assim a operadora do cartão cobra esta diferença na fatura seguinte.

Traveller Cheque

Uma coisa que aprendi na minha primeira viagem a europa é que trocar Traveller Cheque pode não ser uma das coisas mais fáceis de se fazer. Quanto estive na Itália, só consegui trocar em Milão e logo no início da viagem. Tive que ir a um banco distante do meu hotel e pela dificuldade que vi que ia passar, saquei todos os cheques. Não compensou.

Cartão pré-pago

Com a mudança do IOF do pré-pago que foi igualado ao cartão de crédito em 6,38%, a única vantagem que vejo neste meio de pagamento é o congelamento da cotação. Porém as taxas de conversão da moeda podem não ser a melhores. Eu preferi utilizar dinheiro ou o cartão de crédito.

Transferência internacional

Para fazer a transferência nesta modalidade, você precisará abrir uma conta bancária em outro país. Descartei esta opção já que o meu intercâmbio era de apenas 3 meses, achei que seria muito trabalho para pouco resultado.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Floripa - Lagoinha do Norte

Floripa - Cartão Passe Rápido

Floripa - Praia Mole